Criando Arquivamentos com CPIO

O comando CPIO utiliza uma lista de arquivos da saída padrão para criar um arquivamento, enviando estes para a saída padrão.

Vale lembrar que o CPIO apenas criar arquivamentos e não os compacta.


Com este comando, várias atividades são facilitadas, como por exemplo:

  • Copiar arquivos para um arquivamento;
  • Extrair arquivos de um arquivamento;
  • Copiar arquivos para outra estrutura de diretórios.

Alguns parâmetros utilizados com o CPIO:

  • -i - Extrair backup
  • -o - Cria backup
  • -t - Mostra o conteúdo do backup
  • -F - Especifica o arquivo de Backup
  • -d - Cria diretórios se necessário
  • -v - Modo Verboso – Mostra na tela as ações
  • -p - Ativa o modo de cópia


Criando cenário para teste:

Execute os comandos abaixo para criar o cenário que será utilizado para teste:

mkdir Exemplo
cd Exemplo/
touch arquivo1 arquivo2 arquivo3


Criando Arquivamentos

Para criar um arquivamento com o CPIO, utilize os parâmetros -ov :

cpio -ov > ../arquivo.cpio


Se você estiver fora do diretório Exemplo, faça o seguinte:

find Exemplo/ -name 'arq*' | cpio -ov > arquivo2.cpio


No exemplo acima estamos criando o arquivo.cpio e arquivo2.cpio contendo arquivo1 arquivo2 arquivo3.


Extraindo Arquivamentos

Para extrair o conteúdo de um arquivamento, utilize os parâmetros -idv :

mkdir Exemplo2
cd Exemplo2
cpio -idv < ../arquivo.cpio


No exemplo acima, extraímos o conteúdo de arquivo.cpio dentro do diretório Exemplo2.


OBS: O CPIO só extrairá os arquivos caso os arquivos de destino sejam mais velhos dos que estão no arquivamento.


Visualizando o conteúdo de um arquivamentos

É possível exibir na tela o conteúdo de um arquivamento sem extrair qualquer arquivo, como mostra o exemplo abaixo:

cpio -t < arquivo.cpio


Extraindo um arquivo específico de um arquivamentos

Caso haja a necessidade de extrair um arquivo específico de um arquivamento, utilize o parâmetro -iF :

cpio -iF arquivo.cpio arquivo1


Criando arquivos .tar com CPIO

Com o CPIO também é possível criar arquivos com a extensão .tar:

cd Exemplo/
ls | cpio -ov -H tar -F ../arquivo3.tar


Extraindo arquivos .tar com CPIO

Para extrair um arquivamento .tar, faça como o exemplo abaixo:

cpio -idv -F arquivo3.tar


Visualizando o conteúdo de arquivos .tar com CPIO

Também é possível apenas exibir na tela o conteúdo de um arquivo .tar:

cpio -it -F arquivo3.tar


Fazendo cópias de diretórios e subdiretórios com CPIO

Uma das possibilidades do CPIO é a cópia de estruturas de diretórios para outra localidade:

find . -depth | cpio -pmdv /root/arquivos


Referência:

The Geek Stuff (acessado em 17/11/2015 às 20:00)